Conheça os 6 principais sintomas da retração gengival

Tempo de leitura: 3 minutos

Ter o sorriso bonito e saudável é um desejo que todos temos, não é verdade? No entanto, alguns problemas bucais podem impedir que isso se torne uma realidade. Um deles é a retração gengival (ou gengiva retraída), você já ouviu falar?

Embora ela seja uma condição comum, muitas pessoas a tem e nem sabem. Por isso, é importante conhecer quais são os sintomas para ficar de olho e correr para o dentista caso tenha um ou mais deles.

Pensando nisso, trouxemos este post para deixá-lo mais informado a respeito da saúde bucal. Se quiser saber mais, basta continuar a leitura!

O que é a retração gengival?

Ainda há muitas dúvidas acerca desse problema. A retração gengival nada mais é do que a diminuição da porção de gengiva que recobre os dentes. Dessa maneira, parte da raiz fica exposta.

Com o tempo, se não for tratada, a gengiva retraída favorece as infecções e as inflamações, gerando gengivites e periodontites que, por sua vez, podem levar à perda dos dentes afetados.

Quais são as causas da gengiva retraída?

São várias as causas da retração gengival e, para cada uma, há um tratamento diferenciado. Por isso, é fundamental saber a origem do problema para conseguir a cura. Entre as mais comuns, estão:

  • escovação incorreta: movimentos com muita força e escova de cerdas duras;
  • problemas periodontais;
  • trauma oclusal;
  • restaurações mal adaptadas perto da gengiva;
  • dentes apinhados;
  • tratamento ortodôntico feito de maneira errada;
  • posição alta dos freios labial e lingual;
  • piercing nos lábios ou freio.

Quais são os sintomas desse problema?

Muitas pessoas podem confundir os sintomas da gengiva retraída com outros problemas bucais e não buscam ajuda, o que agrava a condição. Sendo assim, saiba quais são os sintomas para evitar o pior.

1. Gengivas inchadas

Por conta do processo inflamatório, as gengivas ficam inchadas e avermelhadas.

2. Raiz do dente exposta

Com o encolhimento da gengiva, a raiz do dente fica exposta aos agressores — como as bactérias nocivas.

3. Mau hálito

Muitas vezes, a gengiva retraída acumula restos alimentares e bactérias que causam o mau hálito.

4. Sensibilidade aumentada nos dentes

Com a raiz exposta, a inervação do local também sofre exposição, o que causa uma sensibilidade muito maior nos dentes.

5. Sangramento das gengivas

Por conta do inchaço, é comum o sangramento das gengivas, principalmente ao escovar os dentes e passar o fio dental.

6. Dor nas gengivas

É comum as gengivas ficarem muito doloridas nessa condição, já que estão inflamadas.

Qual é o tratamento?

É importante saber qual é a causa da retração para interrompê-la e, assim, prevenir o seu progresso. Por exemplo, se a origem é a má escovação, deve-se procurar corrigi-la. Se é o piercing labial, é indicado removê-lo, e assim por diante.

Para a sensibilidade nos dentes, são utilizados cremes dentais específicos que reduzem a dor e trazem mais qualidade de vida ao paciente. Porém, se o caso for grave, há o tratamento cirúrgico. O cirurgião dentista recobre novamente o dente afetado, aumentando a porção da gengiva por meio de um enxerto retirado do céu da boca.

A retração gengival é uma condição dolorosa e que afeta o seu bem-estar. Por conta disso, é imprescindível buscar ajuda profissional se houver um ou mais sintomas do problema para evitar os prejuízos, como inflamações, infecções e perda dentária.

Gostou deste post sobre gengiva retraída? Então, assine a nossa newsletter e receba todas as novidades diretamente na sua caixa de e-mail!

Sobre DF Prime Odontologia

Clínica Odontológica localizada na Zona Sul de Recife, conheça mais nossos serviços em nosso site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *