Gengivite: causas, sintomas e tratamentos

Tempo de leitura: 3 minutos

Alguma vez a sua gengiva já sangrou durante a escovação ou ao passar o fio dental? Se sua resposta foi positiva para essa pergunta, cuidado: você pode estar com gengivite.

Esse sintoma é o estágio inicial de um problema na gengiva muito comum no mundo todo. É algo simples de ser tratado, desde que isso seja feito precocemente. Se negligenciado, pode ter consequências irreversíveis.

Acompanhe este post e descubra tudo o que você precisa saber sobre essa doença para não ser pego desprevenido.

Quais são as causas da gengivite?

A gengivite é a inflamação da margem gengival, gerada pela presença da placa bacteriana. A placa é uma película viscosa de bactérias que se forma naturalmente ao redor dos dentes e da gengiva que, que se não for removida frequentemente, começa a produzir ácidos que irritam a mucosa da gengiva, levando à gengivite.

Sendo assim, a principal causa da gengivite é a falta de higienização bucal adequada, ou seja, a ausência de escovação e passagem do fio dental de maneira correta e periódica.

Como você pode saber se está com gengivite?

O sintoma mais comum da gengivite é o inchaço da gengiva, o que a deixa mais vermelha e também mais sensível, além de poder sangrar durante a escovação.

Outro sintoma que pode surgir é a retração da gengiva, que deixa os dentes com uma aparência mais alongada. Além disso, mau hálito e gosto ruim na boca constante, causado pelo acúmulo de restos alimentares em bolsas formadas entre os dentes e a gengiva, também costumam acontecer.

Porém, é preciso ficar atento: nem sempre a gengivite gera dor na região. Portanto, preste atenção nos sintomas e corra para o dentista caso perceba algo suspeito.

Qual é a forma de tratamento?

A gengivite é o estágio inicial da doença periodontal. Nesse estágio há uma inflamação gengival, com possíveis sangramentos. Aqui, o dano ainda é totalmente reversível, porque o osso e o tecido conjuntivo não foram atingidos, de forma que o tratamento pode ser feito por meio da escovação e do uso do fio dental da maneira correta.

Os demais estágios são a periodontite e a periodontite avançada, que causam danos já irreversíveis. Na periodontite, o osso e as fibras de sustentação do dente já foram danificados, e ao redor do dente já começa a se formar uma bolsa, onde vão se armazenando detritos e placa bacteriana.

Já na fase avançada, as fibras e ossos já estão destruídos e os dentes podem estar comprometidos para sempre. Em ambos os casos, será necessário um tratamento odontológico especializado para realizar uma limpeza profunda e parar o avanço da doença.

Conforme pudemos perceber, a gengivite é um problema que pode se agravar, levando a complicações, mas que é muito fácil de ser tratada se percebida logo no início.

É importante estar sempre atento aos sinais que sua gengiva dá. Mantenha a sua higienização bucal sempre em dia e faça visitas regulares ao dentista. Assim, você estará sempre prevenido contra a gengivite.

Gostou de saber mais sobre a gengivite? Então compartilhe este post nas suas redes sociais e ajude os seus amigos a se prevenirem também!

Sobre DF Prime Odontologia

Clínica Odontológica localizada na Zona Sul de Recife, conheça mais nossos serviços em nosso site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *