Pré-natal odontológico: você sabe qual a importância para saúde da mãe e do bebê?

Tempo de leitura: 3 minutos

Quando pensamos na rotina de cuidados de saúde da gestante, logo lembramos do acompanhamento com o obstetra, certo? Porém, o que muitas mães não sabem é da importância do pré-natal odontológico.

Isso mesmo! As grávidas precisam fazer o acompanhamento odontológico porque são mais propensas a alguns problemas bucais, principalmente pelas alterações hormonais no organismo.

Quer saber qual é a relação entre odontologia e gestação? Confira o nosso post!

O que é o pré-natal odontológico?

Existe um mito de que grávidas não precisam ir ao dentista. No entanto, é fundamental o acompanhamento odontológico para deixar a saúde bucal em dia, evitando problemas como gengivite e cáries.

A infecção na gengiva pode ser decorrente das mudanças hormonais na gestação e também do descuido da gestante com a higienização bucal. Muitas chegam a ficar enjoadas na hora de escovar os dentes, por exemplo.

Além disso, pode haver um maior consumo de alimentos açucarados, ainda mais com o “desejo de grávida” — o que aumenta as possibilidades do surgimento da cárie.

Como funciona esse acompanhamento?

É importante ressaltar que a mulher deve fazer um acompanhamento regular com o dentista, antes mesmo de engravidar. Contudo, sabemos que nem sempre é assim que acontece.

Caso ela não apresente nenhuma complicação que demande um atendimento de urgência, a dica é procurar o dentista no segundo trimestre de gestação, período em que os enjoos já passaram e a barriga ainda não está tão grande — o que poderia ser desconfortável.

Segurança 

É importante avisar o profissional sobre a gestação, para que seja aplicada uma anestesia especial que não cause constrição dos vasos sanguíneos. Caso seja necessária a realização de radiografia, ele terá a precaução de colocar um colete de chumbo. E, se o dentista precisar prescrever algum medicamento, deverá conversar com o obstetra antes.

Por tudo isso, é importante que a gestante procure uma clínica com equipe especializada para atendê-la. Dessa forma, ela saberá que tudo será feito visando seu conforto e segurança.

Por que é importante para a saúde da mãe e do bebê?

O pré-natal odontológico é importante para evitar que a gengivite avance e se transforme em uma periodontite — quadro de infecção nos tecidos que fazem a sustentação do dente que, quando não tratada, pode ocasionar a perda dentária.

Além disso, a existência de problemas bucais como esses podem ter consequências graves para o bebê, como o parto prematuro.

O acompanhamento odontológico, além de cuidar dos dentes e gengivas, é essencial para que a gestante receba também orientações de higienização bucal. É necessário que ela escove os dentes sempre após as refeições e antes de dormir, sem se esquecer do fio dental para prevenir a gengivite.

Além disso, o profissional pode também orientar quantos aos cuidados de saúde bucal com o bebê, como a limpeza com gaze e água filtrada antes de os dentes nascerem. E, logo que surge o primeiro dente, é importante começar o acompanhamento com o odontopediatra.

Como vimos, a gestação também precisa do acompanhamento do dentista, com o pré-natal odontológico. É fundamental realizar os cuidados preventivos para que não haja riscos para a saúde da mãe e do bebê.

Gostou deste post sobre odontologia e gestação? Se você também precisa visitar o dentista, conheça o check-up odontológico da DF Prime!

Sobre DF Prime Odontologia

Clínica Odontológica localizada na Zona Sul de Recife, conheça mais nossos serviços em nosso site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *